(alguns poucos) sobre medos

março 23, 2008 at 11:30 am 3 comentários

[o medo é uma condição inerente ao ser humano, um instinto de auto-preservação que desencoraja o ser a se expor a situações possivelmente danosas]

Eu sempre tive medo de relâmpagos, raios, trovões e todos esses fenômenos que riscam o céu fazendo estardalhaço. Esse tal medo ficou meio latente quano eu era pequeno, talvez porque morando no interior de São Paulo (onde as trovoadas são tão comuns quanto o amanhecer, e onde elas são mais fortes), eu era super-exposto a tal estimulo externo que eu ficava “anestesiado” em relação a ele, ou talvez porque eu nescessitasse apenas de seis minutos para chegar a um sono profundo.

Hoje, ao me mudar para o extremo leste das Américas (onde só recemente esses fenômenos eletrostáticos começam a se tornar frequentes), o meu descostume de encarar tais reações da natureza me fez desabrochar esse medo de forma meio panicosa, talvez agravado pela minha consciência que se recusa a se apagar rapidamente.

Para as poucas pessoas a quem expus o fato, a constatação da situação foi para elas uma surpresa digna de final de novela. Eles sempre me diziam: “mas logo você, tão esclarecido e sapiente”, omessa! como se a pessoa ser sabida das coisas fizesse ela imune a qualquer forma de medo de fenômenos e arquétipos da natureza.

Para provar meu ponto (e encerrar isto tudo antes de me estender demais), vou citar duas pessoas bastante importantes para a compreensão deste panorama: uma delas é meu subconsciente (uma entidade a parte), que disse assim: “se raios fossem coisas boas, não seriam usados por deuses para fulminar (e fritar) humanos”. a outra é de Adrian Monk, o maior gênio-filósofo-janota de nossos tempos, que resume tudo isto em uam frase “é bom você tomar cuidado, ou esse mundo que amamos tanto, vai te matar!”. pelo sim e pelo não…

Entry filed under: random. Tags: .

para acabar com as reclamações dos pais As discrepâncias e valores na universidade (ou a peleja de Dotô Reitor e os estudantes)

3 Comentários Add your own

  • 1. Raphael  |  março 23, 2008 às 12:11 pm

    Muito boa a citação do seu subconsciente!
    rs

    Até

    Responder
  • 2. Hugo  |  março 24, 2008 às 8:19 pm

    Medos são particulares……………cada pessoas tem os seus, isto não é motivo de fraqueza e a frase que dá início ao seu texto diz, nossos medos são instintos de auto-preservação……..
    Quanto a enfrentá-los, as vezes somos obrigados e temos de estar preparados…..

    Abraço

    Responder
  • 3. Se Liga Jovem  |  março 24, 2008 às 8:31 pm

    se expressou muito bem em relação ao medo! E realmente o medo tem a ver com o subconsciente!

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Blog Stats

  • 764 hits

%d blogueiros gostam disto: